domingo, 23 de dezembro de 2007

Fotografia:: Muita chuva, muita cachaça e pouco sol

Interior da casa grande de um alambique nas proximidades de Paraty

Assim foi marcada a minha viagem pra Paraty que aconteceu ainda em Novembro. Foi a primeira viagem com minha câmera nova e eu admito que me empolguei um pouco. Mesmo assim tem várias imagens que vale a pena conferir ma galeria de fotos do Picasa.

Paraty é uma cidade do litoral sul do estado do Rio de Janeiro famosa por seu centro histórico de estilo colonial e pelas belezas naturais de suas praias e montanhas.

Como eu disse, infelizmente o sol só apareceu mesmo no último dia de viagem. Mesmo assim, eu e mais 9 amigos aproveitamos bastante e conhecemos alguns pontos históricos como o alambique da foto acima, o forte de Paraty e o já citado centro histórico. Fizemos um passeio de escuna, tomamos várias cachaças ao longo da viagem e, no último dia, com a ajuda de São Pedro, conseguimos pegar uma praia em Trindade, que é um lugar belíssimo. Precisaríamos de um pouco mais de tempo e de sol pra conhecer tudo que Paraty tem pra oferecer.

Eu recomendo Paraty e pretendo voltar lá pra conhecer o que não deu tempo. Vale a pena e não custa tão caro. Com inúmeras pousadas na região, se você procurar com calma e um pouquinho de antecedência consegue encontrar aquela que casa com o seu bolso.

Alerta! Daqui pra frente o post é mais técnico. Se você não saca muito de fotografia pula pro final pra ver a outra foto.

A primeira imagem foi capturada no interior da fazendo onde podíamos visitar um alambique. Lá a luz de um dia chuvoso que entrava pela janela não ajudava muito. Por isso, o ISO 800 e o tempo de exposição de 1/4. A abertura f: 4,0 era a maior para a lente zoom que estava em 28mm (42mm equiv.) Para maior controle e exposições mais consistentes, estava fotografando no modo M (Manual).

A segunda imagem foi uma das várias imagens que eu fiz do centro histórico de Paraty no útlimo dia de viagem, aproveitando o dia ensolarado. O ISO estava também em 800 pois eu tirava algumas fotos na sombra pouco antes, onde eu tinha que compensar os 2 pontos de exposição que um filtro polarizador circular me roubava e queria manter a profundidade de campo reduzida com um diafragma mais aberto.

A distância focal de 200mm (equiv.) me permitia uma abertura de f: 5,6. No modo A (Prioridade de Abertura) isso me deu uma exposição de 1/1600.

Vale a pena notar o efeito do polarizador, que dá um céu mais contrastado e azulado, além de um contraste maior no todo e mais saturação nas cores. É um ótimo filtro de efeito que todo fotógrafo deve levar consigo.

As bandeirinhas decoravam a rua de uma das 3 igrejas que ficam no centro histórico de Paraty

Quem quiser conferir mais do meu trabalho como fotógrafo basta clicar aqui e acessar meu porfolio online.

Se você quiser ver a galeria com todas as fotos da viagem, basta clicar nesse link.

2 comentários:

protoplasmatica disse...

po Diogo, eu adorei as fotos, ficaram mto maneiras. Mas só tem uma coisa q tá errado ai: Teve mais sol do q cachaça!

Diogo Novaes disse...

Pô...

Eu tenho uma reputação a zelar.

Devia ter excluído esse comentário.

Em minha defesa, da minha parte, teve bastante cachaça.

Bjs.